Aposentadorias especiais
do INSS: Por Tempo de Contribuição.


A Aposentadoria por tempo de contribuição também conhecida por aposentadoria por tempo de serviço, é calculada a partir do tempo em que o trabalhador contribuiu ou prestou serviço a uma determinada empresa, para que possamos efetuar o cálculo devemos seguir algumas regras simples que veremos a seguir.

Regra 85/95 progressiva

A regra 85/95 funciona como moderador do tempo de contribuição, não possui uma idade mínima, entretanto, possui um princípio de somatória de pontos que o trabalhador necessita preencher para que consiga se aposentar nesta modalidade.

Esta regra funciona para que o trabalhador adquira a aposentadoria sem incidência do fator previdenciário, ou seja, com o valor integral do salário.

Para utilizar esta regra é necessário somar o tempo contribuição com a idade do trabalhador, a somatória dos pontos deve fechar em 85 anos para as mulheres e 95 anos para os homens, mas isto não significa que a idade para se aposentar seja 85 e 95 anos, vejamos o seguinte exemplo:

Márcio: 60 anos de idade, 35 anos de contribuição.
60 + 35 = 95

Regra Proporcional

A regra Proporcional exige a idade mínima de 48 anos para mulheres e 53 anos para homens, para fazer o cálculo utilizamos o tempo total de contribuição que é 25 anos para mulheres e 30 para homens, contando também o prazo de carência de 15 anos (180 meses) efetivamente trabalhado. O cálculo recebe o adicional de 40% que é efetuado pelo tempo de contribuição que faltava para o trabalhador atingir o tempo para a aposentadoria

O valor do salário será proporcional podendo variar entre 70 e 90% do valor a depender da regra transitória que se encaixar, terá acréscimo do fator previdenciário de 5% para as pessoas que contribuíram até 16/12/1998, sendo opcional a partir deste período, pois vale ressaltar que este benefício só é concedido ao trabalhador que contribuiu até 16/12/1998 que é a data que a lei que regulamentava este fator foi extinta.

Regra 30/35 anos de Contribuição

A regra utiliza o prazo de contribuição de 30 anos para as mulheres e 35 de os homens sendo este o tempo total de contribuição do trabalhador.

Para que sejam computados e comprovados os períodos de contribuição e as regras que se aplicam, o INSS requer os documentos necessários, tais como pode se verificar abaixo:

  1. Documento de identificação válido e oficial com foto;
  2. Número do CPF;
  3. Carteiras de trabalho, carnês de contribuição e outros documentos que comprovem pagamento ao INSS;

Além disso, algumas modalidades específicas de aposentadoria requerem alguns documentos específicos além dos já tratados no tópico acima, entretanto, as documentações serão necessárias a depender do caso específico de cada trabalhador. Podendo o requerimento para a aposentadoria por tempo de contribuição ser feito pelo titular ou pelo representante legal com a procuração.

Vale a pena contribuir com o INSS em tempos de Reforma?

A contribuição previdenciária visa garantir benefícios futuros ao trabalhador e pode por muitas vezes ser considerado distante e incerto com tantas reformas e alterações na legislação, mas a aposentadoria por tempo de contribuição se faz um beneficio importante para o trabalhador não só pelo caráter indenizatório, mas pelos reflexos de tantos outros benefícios adquiridos depois da aposentadoria não só pelo trabalhador como para seus dependentes.

Sendo assim, a contribuição ao INSS é além de um direito do trabalhador, uma garantia de bem estar social que propõe aos trabalhadores em forma de salário todos os seus esforços de anos de contribuição e trabalho.

Clique aqui e faça o cálculo da sua aposentadoria agora mesmo, basta inserir os registros da sua carteira de trabalho que a nossa calculadora irá apresentar o resultado.

Dúvidas sobre o seu benefício? Converse com nossos advogados especialistas no INSS sem compromisso (atendemos todo País). Contato via WhatsApp (42 99810-2866), central de atendimento (42 3521-5000) ou previdenciario@meloadvogados.com.br


Dúvidas sobre o seu benefício?

Converse com nossos
advogados especialistas no INSS
sem compromisso (atendemos todo País).

FALAR VIA WHATSAPP

Ligamos para você!

Informe os seus dados que entraremos em contato.

Calculadora de
Aposentadoria


Confira se já esta na hora de você se aposentar
ou quanto tempo falta de contribuição.

Fique por dentro das mudanças na aposentadoria pelo INSS


ALTERAÇÃO NAS REGRAS PARA ANÁLISE DE DETERMINADOS BENEFÍCIOS NO INSS
MAY10

Postado em: Aposentadoria especial

ALTERAÇÃO NAS REGRAS PARA ANÁLISE DE DETERMINADOS BENEFÍCIOS NO INSS

No dia 20 de abril de 2022, o Governo Federal publicou a Medida Provisória nº 1.113/2022, que tem como objetivo agilizar a análise dos pedidos para concessão de determinados benefícios. Dentre as principais alterações, está a desnecessidade da realização de perícia médica presencial para concessão do Auxílio por Incapacidade Temporária (antes chamado de Auxílio Doença),

TEMPO DE CARÊNCIA x TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO
APR05

Postado em: Aposentadoria por tempo de contribuição

TEMPO DE CARÊNCIA x TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

Não confunda! Você sabe a diferença entre tempo de carência e tempo de contribuição? – O tempo de carência é contado mês a mês; – Um dia trabalhado conta como um mês inteiro de carência; – Exige um tempo mínimo de contribuições para solicitar determinado benefício, ou seja, a carência tem uma quantidade mínima de pagamentos

Insalubridade e Periculosidade
NOV24

Postado em: inss

Insalubridade e Periculosidade

Muitos trabalhadores realizam suas atividades em condições insalubres ou de periculosidades. Segundo a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), a insalubridade tem por característica trabalhos qual o empregado está exposto, a agentes nocivos à saúde como: produtos químicos, ruídos, exposição ao calor, dentre outros. O funcionário que exerce sua atividade em condições insalubres possui o direito

Formulário PPP. O que é? E o que precisa conter?
NOV05

Postado em: Fernanda Karoline Adami

Formulário PPP. O que é? E o que precisa conter?

O INSS enfatiza que o PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário) é um documento histórico laboral do trabalhador que deve conter as seguintes informações básicas: 1 – Dados Administrativos da Empresa e do Trabalhador;2 – Registros Ambientais;3 – Resultados de Monitoração Biológica; e4 – Identificação dos responsáveis pelas Informações. Conforme consta na Instrução Normativa nº 77/2015. A

Aposentadoria do Professor
OCT15

Postado em: inss

Aposentadoria do Professor

A Previdência sofreu algumas alterações quando da entrada em vigor da Reforma, que aconteceu em novembro de 2019, entre as principais alterações está na aposentadoria dos profissionais do magistério. A profissão do professor demanda preparo profissional e psicológico. Por isso, por mais que não seja uma atividade especial, a lei estabelece algumas vantagens e uma


Fale Conosco pelo WhatsApp